Category

Automação

O que é Automação Residencial?

By | Automação

Não é de hoje que o uso da tecnologia vem se tornando tendência, sobretudo são crescentes os investimentos e pesquisas aliados à habitação.

Promover conforto, segurança e bem-estar são quesitos que nunca saem de moda. Por esta razão, a automação residencial alia o que há de mais moderno em tecnologia ao ambiente da casa.

Se esse é um termo novo para você ou se quer saber mais, não deixe de conferir nossas dicas ao longo deste artigo.

Automação Residencial: você sabe o que é?

Automação residencial, casa inteligente, domótica, residência automática são os termos que comumente você vai ouvir quando o assunto é unir tecnologia e casa em um único lugar.

Possivelmente, você assistiu aos desenhos animados como os Jetsons – uma família que vivia cercada de tecnologia e que estava muito à frente do nosso tempo. Certo?

Mas deixa a gente dizer para você: esse futuro, que antes parecia distante, já se encontra aqui. E bem na palma das mãos. Através de tablets e smartphones, é possível controlar cada parte do seu lar, mesmo que à distância.

A automação de cenas em ambientes internos e externos de residências está em crescente desenvolvimento e conquistando mais adeptos. Desde a iluminação até aos mecanismos de segurança. Tudo isso com sistemas que automatizam cada tarefa, especificamente programadas para se adequar ao uso do cliente.

E claro que você não poderia ficar de fora. Entenda o porquê do modelo de casa inteligente estar atraindo o olhar de arquitetos, designers de interiores e, logicamente, os moradores de apartamentos, casas e edifícios comerciais.

Quais são os benefícios da Automação Residencial?

Automação vai muito além de tornar o ambiente confortável. Envolve também economia – uso inteligente e otimizado de equipamentos – e segurança – acesso e comandos remotos, por exemplo.

A centralização dos controles é o que torna a rotina mais simples e eficaz. Tudo é controlado por você, com a facilidade de decidir como vai acontecer a comunicação entre os dispositivos, por meio de gerenciadores de tarefas.

Quais são as possibilidades da Automação?

As possibilidades são muitas. Apagar e acender das luzes da casa, monitorar a climatização do ambiente, ativar cenários específicos para criar uma atmosfera confortável, abrir e fechar cortinas, controlar a iluminação. As possibilidades são muitas.

Tudo feito de acordo com seus hábitos e com sua rotina.

Por que devo automatizar?

O modelo de casa inteligente já é uma realidade e, com ele, muitos elementos do dia a dia podem se tornar muito mais práticos e eficientes. Se você é uma pessoa atenta ao consumo responsável de energia vai aproveitar o que a automação tem a oferecer.

Sobretudo quando o objetivo é manter sua residência mais segura. Sistemas de segurança como: abrir e fechar portas por biometria ou comandos de reconhecimento de voz; manter a iluminação acesa em horários determinados pelo morador enquanto está fora de casa; acessar imagens internas e externas da casa enquanto está distante.

Em se tratando de conforto, que é o benefício mais percebido, podemos citar a programação de ambientes por meio de sistemas de automação de áudio e luz, gerando um clima agradável para a família e os amigos.

O que pode receber automação?

Se você não sabe onde colocou as chaves de casa e não deseja perder tempo procurando (sem fazer ideia por onde começar), o sistema de automação vai te ajudar nisso. Com o suporte do sistema de impressão digital, que substitui o uso de chaves convencionais. Entrar em casa ou no escritório se torna mais rápido e fácil.

Sua televisão e aparelho de som podem estar conectados e serem controlados pelo smartphone que você está segurando agora.

E que tal servir aquele jantar romântico ou assistir aquele filme de suspense com um sistema de iluminação adequado para cada situação? A intensidade da cor das luzes pode ser facilmente ajustadas conforme seu desejo, transformando um simples momento em uma nova experiência.

A instalação de sensores de entrada e saída nos ambientes geram mais economia para seu bolso e segurança para os moradores.

Mesmo ao viajar, você vai poder acessar a iluminação da casa para parecer que a casa está habitada naquele momento, espantando possíveis invasores.

Os quartos podem ter sensores instalados em persianas e cortinas que detectam a luz solar por meio de programação.

As luminárias podem receber um compartimento para aromatizadores de ambiente, deixando tudo com um aroma suave e delicado no ar.

Até o banheiro pode receber automação, com  lixeiras que abrem e fecham por comando de voz.

O jardim pode contar com um sistema de irrigação integrado e controlado remotamente. Imagine viajar e voltar para casa e ter todas as plantas florescendo e cheias de vida. E, como se não bastasse, com aproveitamento de águas das chuvas.

Com sistema de câmeras integrado à casa, você vai poder acessá-lo de qualquer lugar através do seu telefone ou tablet.

Como a Automação facilita a rotina?

Pense naquele dia cheio de reuniões no trabalho, quando você mal pode esperar para retornar a sua casa e tomar um banho relaxante. Com a automação residencial é possível preparar esse momento antes mesmo da sua chegada – sem perder tempo e aproveitando seu tempo com o que é interessante para você. É maravilhoso, não?

Imagine que você saiu para trabalhar e esqueceu as luzes de casa acesas. Com apenas alguns cliques pelo smartphone já é possível resolver a situação, sem precisar fazer todo o percurso de volta.

Nos dias mais quentes você pode acionar o climatizador pelo smartphone e deixar a casa com a temperatura perfeita para a sua chegada.

Uma chuva torrencial repentina, quando você não tem certeza se fechou as janelas, é sinal de estresse, certo? Com mecanismos automatizados isso não será mais uma preocupação para você.

Verdades sobre a automação residencial

Como você pode perceber, a automação residencial não é nenhum mistério a ser desvendado. Ela é o futuro que chegou até nós para facilitar a vida e trazer conforto e comodidade.

O investimento varia conforme a necessidade do cliente: se você vai automatizar um cômodo ou apenas a parte externa da casa. Ou até mesmo ela inteira.

Um sistema sem fio faz com que o morador não tenha preocupações com obras que poderiam gerar custos de estrutura e mão de obra. Tudo pode ser feito em um espaço curto de tempo, diferentemente de um sistema por cabeamento mais elaborado, que precisaria de mais tempo para a execução.

A automação residencial representa segurança, economia, praticidade e beleza.

Automação residencial: agregue valor ao seu projeto de arquitetura

By | Automação

Compreender as necessidades e apresentar alternativas que vão de encontro aos desejos dos clientes em tornar uma residência confortável, elegante e mais prática através de projetos arrojados e elegantes, é um desafio e tanto.

Trata-se de ir além das habilidades de que o arquiteto dispõe e precisa lidar diariamente, principalmente ao compor seus projetos para entregar valor e experiências únicas.

Tendo isso como ponto de partida, não é surpresa para ninguém que a tecnologia vem se tornando uma grande aliada, quando estamos falando de projetos de automação residencial. E é sobre isso que este artigo vai tratar.

Vamos mostrar a você como a automação residencial pode agregar valor ao seu projeto de arquitetura.

Se você não sabe por onde começar, fique tranquilo, pois, vamos mostrar que aliar a tecnologia ao trabalho não precisa ser um bicho de sete cabeças, mas trata-se de se tornar uma solução no assunto para o seu cliente. Isso vai adicionar um diferencial competitivo nos seus projetos arquitetônicos.

Por que usá-la? Ela proporciona atrair clientes em potencial para o seu negócio e também, mantém seus clientes atuais fidelizados para fazer novos projetos com você.

Ficou interessado em saber como? Prepare-se.

Automação residencial, o que é?

Na correria diária no mundo pós-moderno, as pessoas buscam não só facilidades que tornem seus dias mais produtivos, contudo, a começar por suas casas, o lugar de aconchego, de repor energias e aproveitar entre amigos e família. Qual é a melhor solução dentre as várias que estão disponíveis no mercado para tornar a experiência com o lar ainda mais completa?

É nessa etapa que a automação residencial se encontra. Não é nenhum filme futurista, mas a tecnologia já está entre nós e cada dia caminha a novos níveis para proporcionar lazer, conforto, praticidade com autenticidade.

Imagine-se estar em uma cama confortável, já amanheceu e apenas a distância de um comando de voz: a cortina se abre e a luz radiante do sol adentra o cômodo e ilumina tudo ao redor.

Talvez, você seja aquela pessoa que gosta de ouvir as últimas notícias do seu telejornal matinal preferido e ao mencionar um comando para ligar, a TV ganha vida enquanto você aguarda ansioso pelo café ficar pronto.

Quem sabe, até mesmo fazer atividade física naquele cômodo que você tem em casa e ouvindo sua playlist favorita. Tudo isso a um passo de um clic ou comando por voz.

Tudo isso parece incrível e maravilhoso, não é mesmo?

Agora, imagine demonstrar toda essa praticidade para seu cliente potencial em um projeto de automação residencial. Se você já está entusiasmado, pense em como isso tornaria sua apresentação e desenvolvimento de projeto ainda mais rica e interessante. Com uma decoração e estrutura planejadas de acordo com as prioridades do seu cliente e demonstrando tudo com estilo, segurança e conforto. Obviamente, isso vai agregar valor aos seus projetos como arquiteto.

Veja os porquês, logo abaixo:

É sustentável, é econômica e é para todos os gostos

Um dos benefícios de residências com sistemas de automação é o fato de torná-las sustentáveis. Um exemplo disso é: o uso de fotossensores planejados em sua programação para gerenciar a climatização e a iluminação de um cômodo ou de toda a casa, conforme o projeto do cliente.

Isso vai gerar economia de energia elétrica através da diminuição do consumo e adiciona a sustentabilidade à rotina da casa. Gastar menos é sempre a máxima que as pessoas almejam. E como o arquiteto é capaz de projetar, idealizar e personalizar projetos pensando em ambientes dinâmicos para pessoas, esse é um argumento eficaz e palpável para atrair novos prospects.

Promoção da Segurança

Se você deseja ser capaz de promover seu projeto de automação com eficiência, algo que precisa constar nele de forma bem clara é a segurança. Não é à toa que a razão das grandes dúvidas dos clientes é se o sistema é seguro, se tem garantia, como ele pode ser condicionado ao sistema de incêndio, etc.

Um projeto pensado para a realidade dos problemas encontrados em megacidades é justamente com o desenvolvimento de equipamentos que não só beneficiam em conforto, mas em segurança.

Imagine poder receber um alerta do alarme de emergência ou de incêndio diretamente no seu gadget. Informação rápida e eficiente na palma das mãos. Há um potencial mercado nessa área que vale a pena investir e conhecer para aplicar aos seus projetos. Pense nisso.

Praticidade e Conforto – Soluções que tornam a vida mais leve

Apresente ao cliente como a automação residencial pode tornar o que era uma rotina tediosa numa experiência encantadora. Você se pergunta, como?

Situações simples do dia a dia, como abrir e fechar janelas ou as cortinas da casa podem ganhar uma nova perspectiva com o uso de sensores que podem ser controlados através de dispositivos móveis, tal como, smartphones ou tabletes de onde o usuário estiver.

Já pensou, você está no escritório e se dá conta que deixou a janela do quarto totalmente aberta justamente hoje que há ameaça de cair um temporal daqueles!

A automação vai fazer isso por seu cliente. Deixando as tarefas mais leves e organizadas na medida certa e feita para ele.

Você como arquiteto demonstra que se importa com o imóvel dele, trazendo todas as atualizações do mercado. Sobre o que há de melhor em tecnologia aliada a uma experiência agradável e de conforto.

Seja consistente

Outro ponto que vale ressaltar é a valorização dos espaços conectados à acessibilidade para portadores de necessidades especiais.

Projetos que disponibilizam opções de fechamento e abertura automática das portas internas ou por comandos de voz e também o uso de sensores de movimento são essenciais para tornar o dia deles muito mais seguro e facilitado.

Como já mencionamos acima os dispositivos móveis são parceiros, quando o assunto é automação. E aqui, eles promovem total acessibilidade para controlar equipamentos que possuem essa tecnologia, mesmo que não haja ninguém dentro do imóvel naquele momento. Uma residência acessível é muito mais que uma decoração, mas aquela que é pensada para todos.

Estou pronto e agora?

Como você viu o uso da tecnologia nos projetos de automação residencial é um diferencial competitivo para todo arquiteto que deseja oferecer o que nem todos oferecem.

Envolve dedicação, dinamismo, ousadia, estudo e planejamento para entregar exatamente aquilo que o cliente deseja. Oferecer e entregar soluções eficientes para melhorar a experiência do cliente é o que vai tornar você o profissional mais requisitado no mercado.

A competitividade é grande e a sociedade está em constante transformação, mudando hábitos, estilos, referências e estar por dentro dessas mudanças nas novas tecnologias vai agregar valor aos projetos, trazendo requinte a cada detalhe da decoração, da estrutura e todo o projeto arquitetônico.

Automação residencial: por que arquitetos devem dominar o assunto?

By | Automação

Já pensou em controlar a temperatura do ar-condicionado, as luzes dos cômodos da sala, o movimento das cortinas e até a frequência da irrigação do jardim com apenas um toque na tela do celular? Há alguns anos, isso pareciacoisa de filme futurista. Hoje, com a automação residencial, o sonho se tornou realidade.

Soluções são lançadas no mercado ano após ano, sempre de olho nas tendências de consumo de uma população cada vez mais informatizada. A promessa é a mesma: tornar a nossa vida fácil, prática e cômoda.

Quer saber mais sobre as principais tendências da automação residencial? Acompanhe o post de hoje e descubra, também, qual é o papel do arquiteto no desenvolvimento de um projeto que seja rico em tecnologia sem perder todo o conforto que qualquer residência merece!

Qual é a importância da automação residencial para arquitetos?

É claro que, quando o assunto é automação residencial, muitas pessoas pensam logo de cara na praticidade e na possibilidade de ter uma casa supermoderna, mas a prática vai muito além desse benefício.

Você sabia, por exemplo, que uma casa automatizada é uma opção muito sustentável? Pois é! Dessa forma, é possível reduzir inúmeros desperdícios como o de água e luz, por exemplo, uma vez que o morador consegue gerenciar o consumo de onde estiver e da maneira que julgar melhor.

Além disso, a acessibilidade também não deve ser ignorada e é um benefício tanto para o arquiteto quanto para o cliente. Pense só: um smartphone já é suficiente para que o cliente tenha controle e gerenciamento de toda a casa. A vida do arquiteto também será facilitada, já que dessa forma é possível instalar ainda mais elementos que vão incrementar muito o projeto.

Um esquema de luzes, por exemplo, tem a capacidade de transformar o ambiente completamente. Porém, muitas vezes não chega a ser usado direito, já que o cliente precisaria ter o trabalho de ir até o interruptor e fazer a ligação.

Como a automação residencial é feita na prática?

Agora que você entendeu os principais benefícios da automação residencial, é hora de saber o motivo de o papel dos profissionais de arquitetura ser tão importante para que o processo de automação não dê errado.

É fundamental que o arquiteto esteja por dentro da tendência, como uma espécie de ponte entre o cliente e a empresa que fará o serviço de automação. Você será a principal referência nos seguintes pontos:

  • decoração que permita o posicionamento estratégico dos eletrônicos (como a TV, home theater, som ambiente);
  • projeto de luz do cômodo;
  • seleção dos revestimentos que harmonizam com o projeto de automação;
  • melhor opção de tecido para a cortina, por exemplo, caso ela seja automatizada;
  • consulta a engenheiros eletricistas sobre os alarmes;
  • orientação aos eletricistas a respeito dos cabos e fiações.

O arquiteto é um mediador fundamental nesse processo. Com sua expertise, será possível integrar toda a tecnologia desejada pelo cliente sem que o projeto perca sua identidade inicial.

Não é necessário conhecer termos técnicos da área e nem saber instalar um sistema de som automatizado com as próprias mãos. O que importa é o jogo de cintura que permita a realização de um bom “meio de campo”.

É justamente o arquiteto que vai avaliar a viabilidade e funcionalidade de cada um dos desejos do cliente. Por exemplo: imagine que a família deseja automatizar a casa toda. A empolgação está tão grande que o cliente quer colocar um home theater junto a uma grande televisão e um som ambiente com muita potência. O projeto atual, porém, especifica que a sala de estar é integrada à de jantar.

Vale dar a sugestão de dividir os dois ambientes, para que a sala de jantar seja um local mais calmo, com foco nas refeições e nas relações pessoais da família. Já a sala de estar, sim, pode ser totalmente equipada com televisão, som e muita tecnologia. Assim, o uso de um cômodo não atrapalha quem está no outro (o que poderia se transformar em algo desconfortável).

O exemplo acima é apenas uma ilustração das inúmeras funções que o arquiteto agrega ao seu trabalho quando um projeto de automação residencial começa a fazer parte da rotina.

Tenha sempre em mente a importância de se manter atualizado em relação às tendências. O comportamento humano está cada vez mais relacionado ao uso de tecnologia integrada na rotina, ou seja, é fundamental que o arquiteto seja uma referência na área. Imagine se seu cliente chega cheio de ideias para um projeto supermoderno e você não faz ideia do que ele está falando? Vai perder credibilidade, concorda?

Como fazer um projeto diferenciado?
Veja a seguir as melhores formas de fazer um projeto que vai conquistar o coração dos seus clientes.

– MONTE UMA SALA DE CINEMA
Já pensou em ter uma sala de cinema em casa? Não é difícil e nem tão caro, ou seja, o projeto é muito mais acessível do que se imagina.

É simples: separe um local da casa e transforme-o em um cômodo, ou, caso o projeto seja de reforma, use algum ambiente do qual o cliente pode abrir mão. Não precisa ser nada muito grande.

Coloque um sofá (ou dois, caso o espaço permita), de preferência um modelo reclinável, encha de almofadas e deixe uma mantinha na ponta, sempre visível — ela é inclusive uma ótima decoração para sofás. Vale também colocar um grande tapete que cubra boa parte do chão. O ideal para criar o “escurinho de cinema” é ter um sistema de blackout, seja na própria janela ou em cortinas.

A automação entra agora: posicione uma televisão (as de 49 ou 55 polegadas já são ótimas opções) em frente ao sofá e não se esqueça do home theater. O serviço de automação residencial será responsável por integrar o áudio da TV com um som ambiente, usando caixinhas colocadas dentro do teto, por exemplo, além de trabalhar nos esquemas de luz, cortina e ar-condicionado. Sua sala de cinema está pronta!

– CAPRICHE NA ÁREA EXTERNA
Seu cliente gosta de uma boa área verde, mas não tem tempo para se dedicar aos cuidados necessários? Com a automação, saiba que o investimento é de uma vez só e vai contribuir muito para a vida útil do jardim, além de deixá-lo sempre lindo.

Um bom deck unido a uma piscina e objetos de conforto —como espreguiçadeiras ou sofás de madeira com almofadinhas estilosas — já são um bom começo. Para integrar o ambiente, capriche no projeto do jardim.

Pense em acabamentos benéficos tanto para o jardim quanto para a área da piscina, o que evita desconfortos e acidentes. Selecione as melhores espécies de plantas, que vão em conjunto com os desejos do cliente, suas dicas e o estilo do projeto e, por fim, termine a decoração da forma que foi combinada.

No final, a automação entra com a irrigação automática, realizada sempre que o morador selecionar a opção no smartphone. Também existe automação especializada para a piscina, que é basicamente a integração das luzes internas, da cascata, filtro, bomba e temperatura — tudo na palma da mão.

Existe um mundo de possibilidades para quem pretende realizar um projeto rico em automação residencial. Não fique por fora das tendências que envolvem tecnologia e tenha em mente que elas farão parte da rotina do arquiteto cada vez mais e de forma muito rápida.

E então? Conseguiu visualizar a importância do domínio do assunto por arquitetos? Compartilhe o post em suas redes sociais para que seus amigos e colegas também fiquem por dentro!

Artigo original, da Archtrends: https://archtrends.com/blog/automacao-residencial/

Descubra se vale a pena investir na automação residencial

By | Automação, Curiosidades

A tecnologia cada dia mais avança em todos os segmentos e ela pode tornar a vida das pessoas mais fácil. Uma das técnicas que tem conquistado espaço é a da automação residencial. Além de garantir mais conforto e segurança, ela pode gerar valor agregado ao preço do imóvel. Porém, o investimento é alto e será que vale a pena investir na automação residencial neste período que o mercado imobiliário sofre com a retração causada pela crise econômica?
A automação residencial tem se tornado cada vez mais comum. Dados divulgados pela Associação Brasileira de Automação Residencial (Aureside) apontam que o mercado global de automação tem projeção de crescimento anual de 11,36% entre 2014 e 2020. Estima-se que, no Brasil, 300 mil casas possuem automação. Porém, o potencial atual para fornecimento de equipamentos para 1,8 milhão de casas.

Um dos aspectos positivos do investimento é que a automação traz conforto, segurança e praticidade aos usuários. “Este programa de automação trabalha de forma harmônica com os equipamentos de alta tecnologia desenvolvidos para as residências, como aparelhos de áudio, home e televisão, assim como alarmes e sistema de segurança”, explica a arquiteta Rozze Dominggues, do escritório Doma Arquitetos.

No quesito segurança, é possível investir em sistemas como alarmes contra roubos, aviso de vazamento de gás ou falhas elétricas. A automação ainda é capaz de otimizar o consumo. “Um dos benefícios é a economia porque a energia é usada apenas quando necessária porque o controle remoto ajusta o tempo do ar-condicionado, da iluminação, dos dispositivos de áudio e vídeo, o que elimina gastos desnecessários”, acrescenta a arquiteta.

Porém, apesar dos benefícios, o mercado imobiliário sente, neste momento, os reflexos da crise econômica e política que o Brasil enfrenta. O crédito está limitado e os juros estão em alta, refletindo diretamente nas vendas de imóveis no país. Portanto, seria este o momento ideal para investir na automação residencial? É importante frisar que o investimento é alto e que, nesta fase, pode não render o retorno esperado e não valorizar o imóvel como deveria.

“Se o mercado estivesse em uma situação normal de crédito, a automação ajudaria a valorizar. Mas hoje, com as vendas diminuindo, é mais complicado conseguir vender mais caro. Há dois anos valeria a pena fazer o investimento e talvez daqui entre dois e três anos volte a valer a pena”, afirma a advogada Daniele Akamine, diretora da Akamines Negócios Imobiliários.

Para o economista Marcelo Barros, neste momento, vale mais a pena investir no que é essencial para vender um imóvel. “Hoje dificilmente um investimento em automação vai aumentar o preço do imóvel. Quando o imóvel usado está bem conservado tem um valor intrínseco. Se você gastar entre R$ 30 mil e R$ 40 mil em automação, dificilmente esse valor vai transferir para o preço do imóvel. Ou seja, hoje está valendo mais manter o imóvel bem conservado e em bom estado, com uma pintura boa. Não é o momento de investir em automação”, reforça o economista Marcelo Barros.

Porém, mesmo que não seja o momento ideal para investir na automação residencial, este é um mercado que ainda tende a crescer bastante nos próximos anos e é importante que o corretor de imóveis tenha conhecimento sobre o assunto. Até porque, neste momento, a automação pode não influenciar diretamente no valor do apartamento ou da casa, mas ele pode ser o diferencial para atrair o cliente e fechar o negócio, se o corretor souber explicar os diferenciais que a automação pode oferecer.

Processadores Control4 levam streaming de áudio para a casa toda

By | Automação

Um sistema de automação pode ter início de duas maneiras: pela iluminação, através de dimmers e sensores inteligentes, ou pelo som ambiente com a distribuição de áudio em várias áreas da residência e controle por smartphone e tablet, que é a ideia sugerida pela Control4. A marca americana, de distribuição exclusiva da Disac, oferece três processadores para automação destinados a projetos de diferentes tamanhos, mas todos com servidor de música embutido.

Permitem aos usuários ouvir a sua lista de reprodução criada a partir de serviços de streaming na internet ou de dispositivos Apple – via conectividade AirPlay; comandar qualquer equipamento do home theater, por meio de IR e RS-232 ou IP, além de controlar luzes, climatização, cortinas e A/V, através de tecnologia wireless (ZigBee).

Segundo a empresa, os novos processadores trabalham com chipsets multicore de alto desempenho, para maior velocidade no acesso aos dispositivos integrados, Wi-Fi e saída HDMI. E ainda podem ser comandados por controle remoto (modelo SR-260 opcional), paineis Control4, smartphone, tablet, computador, ou navegador do próprio TV.

Apple, Google, Microsoft, Samsung e a Automação Residencial

By | Automação

Quem não gosta de ir ao cinema e enfrentar filas pode assistir aos principais lançamentos de Hollywood direto de casa. Isso, é claro, se o usuário tiver US$ 35 mil sobrando. O Prima Cinema é uma espécie de Netflix de lançamentos que permite ter em casa um filme no mesmo dia em que ele estreia nos cinemas.

Cada filme sai por cerca de US$ 500 e só pode ser adquirido mediante impressão digital do assinante.

São duas categorias disponíveis: ‘lançamentos’ e ‘em breve’. Depois de escolher, o filme é baixado para o dispositivo. O console pode armazenar até 50 filmes ou 75 horas de gravações. A Prima garante que o sistema traz qualidade “duas vezes mais nítida do que o Blu-Ray”, além de som descomprimido com qualidade de cinema.

Fonte: DailyMail